TALVEZ SONHAR

2003

“Uma visão coreográfica, a partir da música de Villa-Lobos”, filtrada pela linguagem dos coreógrafos.“
Quando a realidade e o desejo se entrechocam, a imaginação produz curtos-circuitos geradores de faíscas.
Chamamos estas faíscas de sonhos. O universo dos sonhos é um mundo mágico, onde não existem fronteiras
entre o cotidiano e o insólito, onde o desejo se confunde com a sua realização. Um mundo efêmero,
mas cheio de imagens de uma riqueza vital.
Vivemos numa época de desabamentos de sonhos e utopias, presos na engrenagem de uma realidade limitada e absurda.
Não se trata de dar solução já prontas, mas de imaginar um cotidiano longe do dia-a-dia e mais rico, a ser inventado dia após
dia, noite após noite”.
(Michael Bugdahn)

FICHA TÉCNICA

Música
Choros de Câmara- Heitor Villa-Lobos

Desenho de Luz e Trilha Sonora
Michael Bugdahn

Figurinos
Fabio Namatame