BAOBÁ

2010

Baobá, com concepção geral e direção de José Possi Neto e coreografia de Dany Bittencourt, é uma obra apresentada pela Cisne Negro Cia. de Dança, numa adaptação livre da obra O Pequeno Príncipe de Antoine de Saint-Exupéry, onde o Pequeno Príncipe volta à Terra em busca de um amigo e encontra um príncipe afro-brasileiro e com ele vai discutir importantes temas como: sustentabilidade do planeta, uso racional dos recursos naturais, da diferença entre seus mundos.

Esta é uma versão pocket da obra original, onde os Príncipes cantam e numa linguagem de teatro-dança trazem importantes mensagens, através das célebres frases do Pequeno Príncipe, como por exemplo, a palavra cativar quando diz: “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”, no encontro com a sua rosa, que acredita ser única no planeta, da qual ele é totalmente responsável… Uma linguagem aparentemente infantil (a criança), com profundas reflexões (gente grande).

FICHA TÉCNICA

Direção Geral e Teatral / Roteiro e Argumento
José Possi Neto

Coreografia
Dany Bittencourt

Música
Lenine, Marco Suzano, Mestre Ambrósio e
Temas da Coletânea “Música do Brasil”

Composição e Direção Musical
Miguel Briamonte

Diálogos e Letras das músicas
Eduardo Ruiz

Cenografia
Jean-Pierre Tortil

Figurinos e Adereços
Fábio Namatame

Desenho de Luz
Wagner Freire

Preparação Vocal
Andrezza Massei

Vídeo-Cenário
Estúdio Bijari

Elenco
Bailarinos da CISNE NEGRO CIA. DE DANÇA

Direção Artística da Cisne Negro Ci. de Dança
Hulda Bittencourt

Ano
2010

Duração
50”