ANÉIS

2003

“Quando falamos de “Anéis” ele pode nos induzir a imagens, a movimentos, ao próprio objeto, a união, ao elo,
a brincadeiras de infância, enfim tudo isso somando a bela criação musical de Adriana Calcanhotto que nos dá
um resultado contemporâneo sobre a obra.”
(Dany Bittencourt)

Parte de simbologias associadas aos anéis em coreografia e trilha sonora assinadas por Dany Bittencourt e Adriana Calcanhoto 
respectivamente. Segundo a crítica de dança Célia Musilli, da Folha de Londrina, o espetáculo tem suingue brasileiro e moderno,
ritmo de bossa nova, e é trabalhado de forma que faz a dança transgredir para o lúdico… ”Anéis” é a brincadeira da infância e também
a aliança do casamento, é a relação dos sexos que arrebata num contexto de leveza de corpos que se ”anelam” em 20 minutos fortes de
dança/delicadeza.

FICHA TÉCNICA

Coreografia
Dany Bittencourt

Música
“Maria Bonita” de Adriana Calcanhotto

Projeto de Luz
André Bottó

Figurinos
Eduardo Ferreira

Bijuterias
Marco Apollonio

Ano
2003